Entenda a diferença entre um smartphone, um celular e o iPhone

Desde que os primeiros modelos de aparelhos de celulares foram lançados, o sucesso da nova tecnologia tomou conta de vários países do mundo. A cada ano, os aparelhos estão se modernizando até que chegamos a geração dos celulares GSM que é uma tecnologia tão inovadora que bastou chegar ao Brasil para virar febre entre os usuários.

Com a nova tecnologia, outros dispositivos começaram a surgir. Entre eles e o mais destacado estava o Smartphone, um aparelho bem mais moderno que possibilita realizar tarefas que antes era impossível como acessar e-mail como se fosse um computador, por exemplo.

iphone-smarthpones

Mas, quais as principais diferenças entre o celular e o smartphone? Será que essa diferença existe mesmo ou será que um complementa o outro? Na verdade, existem vários aspectos que diferenciam um do outro. Por isso, neste texto mostraremos as principais diferenças entre os dois dispositivos.

Em primeiro lugar, nem todo celular é um smartphone. Muitas pessoas acham que apenas porque um celular possui câmera digital, Mp3 player e 3G é então um smartphone. Hoje em dia, qualquer celular mais moderno possui estas funções e mais algumas outras. Por isso, alguns critérios são adotados para fazer a diferença entre um e outro, vejamos:

Um smartphone, por exemplo, possui teclado alfanumérico mais conhecido como Qwerty o qual deixa a impressão de um computador de mão. Outra diferença é que os smartphones possuem conexão Wi-Fi que permite o acesso à internet através de hotspots onde a conexão pode ser bem mais veloz que as conexões GPRS ou EDGE.

Mas existe também a probabilidade de que os aparelhos possam sofrer uma corporação que já pode ser vista em alguns aparelhos como é o caso do iPhone. O dispositivo da Apple veio para revolucionar o mercado da tecnologia móvel e com muita eficiência tem atingido este objetivo.

O iPhone é um aparelho diferenciado, pois pode ser utilizado tanto para o trabalho quanto para o entretenimento enquanto que o smartphone tem suas funções mais voltadas para o trabalho. O entretenimento até existe, mas os smartphone são projetados para auxiliar as pessoas quanto a seus trabalhos.

Os smartphones possuem também sistemas operacionais diferenciados e processadores super potentes que os fazem semelhantes aos computadores. Já os celulares, apesar de possuírem grandes funcionalidades, eles são projetados para atender o público em geral como um telefone portátil, enquanto que os smartphones para atenderem uma demanda de trabalho (como já mencionado).

Essas são as principais diferenças entre um aparelho e outro. O que se percebe é que um não substitui o outro, mas certamente os celulares são os principais complementos dos smartphones.

5 comentários sobre “Entenda a diferença entre um smartphone, um celular e o iPhone”

  1. Esperava um comparativo com mais informações e que pudessem ajudar na decisão entre o iPhone (Apple) e um smartphone de outra marca (afinal a diferença de preço é bastante grande). Pensei que seriam tratados aspectos como Custo x Benefícios, vantagens, performances, etc. Mas valeu a iniciativa! sds.

  2. Essas explicações me fizeram lembrar de um sujeito doido pra entrar em uma conversa entre dois doutores, assim que teve uma oportunidade esse cara veio com essa:” Ouvi dizer, não sei onde, não sei que dia, não sei quem, que o arroz baixou pra não sei quanto.” Explicaram, mas não esclareceram nada.

  3. Tempos saudosos os anos 60 até 93 quando não existia ainda os celulares. Infelizmente a informática e a tecnologia, se facilitou e contribuiu para o avanço da industria e conforto para os cidadãos, também tem sua parte funesta. Jovens e adolescentes não tiram os olhos dos smartphones e iphones. Relegam à segundo plano a escola, não treinam a mente para assimilar conhecimentos, a primazia é o celular. Nem os numeros dos contatos eles não decoram, uma vez que é só acionar tecla de contatos. Há até casos de pessoas que siquer lembram o numero de seu proprio celular.
    Infelizmente não tem volta.
    Poucos são os iluminados que não se prendem à satisfação de manusear esse brinquedinho o dia todo. À esses o futuro será brilhante, porque saberão definir o que é responsabilidade com o aprendizado em contrapartida ao prazer e divertimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *