Menu

Problemas nos olhos – Sintomas, doenças e cuidados

De todos os nossos cinco sentidos, a visão talvez seja a mais importante e ao mesmo tempo, a mais delicada. Através dos olhos, conhecemos, memorizamos, transmitimos nossas emoções, nosso estado de espírito, humor, personalidade, por isso, ouvimos muitas frases do tipo “o que os olhos não vêem o coração não sente” ou “um olhar diz mais que mil palavras”. Assim, precisamos tomar cuidados especiais com nossos olhos, pois ele é mais sensível do que imaginamos.

Geralmente, procuramos um oftalmologista (profissional que cuida da saúde dos olhos) quando sentimos alguma dificuldade para enxergar. O que muitas pessoas não sabem é que realizar consultas com um oftalmologista deve ser regularmente todos os anos. Alguns problemas oculares são comuns e em sua maioria possuem tratamentos imediatos, veja alguns deles:

Blefarite: Essa doença consiste em uma inflamação ao redor dos olhos. Ela pode causar vermelhidão, coceira, inchaços, perda da sobrancelha e irritação na parte interior da pálpebra. A blefarite pode ocorrer também através da alergia à maquiagens. O tratamento se dá por meio de antibióticos.

Conjuntivite: É uma inflamação na membrana que reveste a parte interior da pálpebra. Essa doença é causada, principalmente, por bactérias e vírus, e possui como sintoma, olhos vermelhos, coceira, queimação, olhos lacrimejantes ou com pus, sensibilidade à luz. É comum que os sintomas da conjuntivite permaneçam por alguns dias, contudo ela precisa ser tratada para que não haja sequelas.

Deslocamento da retina: A retina é responsável pela captação de imagens e transmissão dessas imagens para o cérebro. O acúmulo de sangue ou outro fluido na retina causa o deslocamento dela. Os sintomas mais frequentes são: ver pontos escuros, traços de luz incomuns e embaçamento da visão. Este problema é tratado por meio de cirurgia ou fusão a laser.

Terçol: O terçol acontece por causa de uma inflamação dos canais por onde nasce o pêlo ou por uma inflamação de alguma glândula da pálpebra. Os sintomas mais visíveis são a formação de um edema ao redor do olho, vermelhidão e sensibilidade. Essa doença permanece por uns dias e depois desaparece sozinha.

Além dos problemas comuns listados acima, há também, doenças congênitas dos olhos, ou seja, elas existem por fatores genéticos, uma pessoa que tem em seu gene alguma doença ocular provavelmente ela nascerá com essa doença e transmitirá à suas gerações. Tais doenças são:

Astigmatismo: O astigmatismo causa a distorção da visão periférica, isto é, pode-se ver os objetos a frente com clareza, mas os outros objetos que estão ao redor da visão ficam distorcidos. A correção deste problema acontece com a utilização de lentes corretivas.

Miopia: A pessoa que possui miopia enxerga de forma distorcida ou embaçada os objetos que estão a longa distância. É uma doença hereditária e o uso de óculos propicia a correção de tal problema.

Hipermetropia: A hipermetropia é o oposto da miopia. Pessoas que possuem esse distúrbio enxergam perfeitamente objetos em longas distâncias e objetos próximos são vistos de forma distorcida.

Catarata: Essa doença causa embasamento e/ou escurecimento da visão. Os sintomas são: pouca visão noturna, ver cores mais fracas e amareladas e certa sensibilidade à luz. O tratamento da catarata se dá por meio de cirurgia, contudo é importante ressaltar que a catarata quando não é tratada pode levar a cegueira.

Glaucoma: O glaucoma é causado por um aumento da pressão dentro do olho. Também é uma doença que pode causar cegueira caso não seja tratada. Alguns sintomas são: dor nos olhos, embaçamento da visão e visão periférica distorcida, pouca adaptação à escuridão e brilho. Esse distúrbio é também genético, mas podem ocorrer em pessoas com diabetes, usuários de drogas ou que tiveram alguma lesão nos olhos. O tratamento pode ser realizado através de colírios quando a doença é detectada cedo, caso contrário o glaucoma pode ser tratado por meio de cirurgia.

É importante sabermos que alguns cuidados diários e hábitos cotidianos podem nos auxiliar na prevenção de problemas oculares. Primeiramente, uma boa alimentação pode ser um ótimo começo para uma boa saúde dos olhos. A inclusão de vitaminas nas refeições diárias como a vitamina A (encontrada, por exemplo, na cenoura), antioxidantes (encontrado nos vegetais) e minerais podem ajudar a enriquecer e fortalecer o organismo.

Outros cuidados a serem tomados estão relacionados aos nossos hábitos cotidianos. Proteger os olhos contra raios UV fazendo uso de óculos adequados, evitar sentar muito próximo à aparelhos como televisão ou computador, pois isso poderá fazer com que se force a visão, são alguns cuidados que podem prevenir doenças futuras.
Contudo, o mais importante de todos os cuidados é fazer consultas regulares a um oftalmologista, pois quanto mais cedo o problema for detectado melhor será a recuperação. Nossos olhos merecem atenção, afinal são através deles que transmitimos quem somos e são com eles que nos comunicamos com o mundo.

Compartilhe no Facebook
32 Comments
  1. gabriel oliveira 02/05/2011
  2. severino 28/08/2011
  3. admin 30/08/2011
  4. VANILSON DA COSTA SANTOS 31/08/2011
  5. hagata cristiane f.barreto 27/09/2011
  6. marta fernandes 30/09/2011
  7. eliane martins 21/10/2011
  8. cleonice campos cavalcante 01/11/2011
  9. judimar 05/11/2011
  10. Elenice Fernandes da Silva 24/11/2011
  11. cleito 06/12/2011
  12. Mateus Vidal Miala 14/12/2011
  13. eliene 16/12/2011
  14. nilza 26/02/2012
  15. simone veronese 11/04/2012
  16. Sérgio Lins 12/04/2012
  17. cicera 12/04/2012
  18. rosangela 14/05/2012
  19. robson 30/05/2012
  20. marilene 03/07/2012
  21. Carlos 12/07/2012
  22. wilma 16/07/2012
  23. ailton souza campos 17/07/2012
  24. Gislaine rodrigues 05/08/2012
  25. JOELSON 03/09/2012
  26. Nivan 22/10/2012
  27. Luã 05/11/2012
  28. Raquel Gonçalves da Silva 03/12/2012
  29. cida 20/01/2013
  30. NILTON 21/03/2013
  31. maria isabel gonçalves 24/07/2013
  32. angelica 13/04/2014

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *