Menu

Traição no casamento – Por Quê ela acontece?

Traição

Não nos confundamos com palavras. “Traição” e “mentira” são a mesma coisa. O traidor (ou traidora) é, antes de tudo, um mentiroso – e todo mentiroso é covarde, porque só existe mentira onde existe medo. Traição, mentira, fingimento, infidelidade, hipocrisia, tudo isso está interligado. Não existe nenhum motivo que justifique uma traição, seja esta conjugal ou de outra espécie qualquer. Trair significa desmerecer uma confiança que em nós foi depositada e esta é uma das mais repugnantes falhas de caráter dos seres humanos. Quem trai se revela um poço de egoísmo, porque não pensa na terrível dor que causa em quem foi traído. Não leva em consideração a chamada Regra de Ouro: Só faça aos outros aquilo que você gostaria que os outros fizessem a você. A traição (mentira) é uma das principais características do caráter dos mais cruéis psicopatas.

traicao-casamento

Não está errado chegar à conclusão de que uma união não dá mais certo, porque errar é humano e, muitas vezes, o caráter e a verdadeira personalidade das pessoas só se revelam depois de anos de convivência. O que está errado é a mentira, o fingimento, a hipocrisia. Se você, homem ou mulher, acha que o relacionamento com o seu parceiro chegou ao fim – seja por qual motivo for – o correto é declarar isso a ele e separar-se, para, somente então, entrar num novo relacionamento. Antigamente (e ainda hoje, em alguns países) o adultério, do homem ou da mulher, era punido com a morte, muitas vezes por apedrejamento. Jesus perdoou uma mulher adúltera e livrou-a de ser apedrejada. Realmente, não parece certo apedrejar alguém até a morte. Mas também não parece nada certo trair a confiança de outro ser humano e fazê-lo sofrer a dor de ser enganado.

Covardia e oportunismo

Muitos homens traem suas mulheres porque querem ter um relacionamento extraconjugal, mas não querem perder a dona de casa, a cozinheira, a lavadeira e a babá que as esposas representam para eles. Ou, se a mulher trabalha fora, a renda extra que ela representa. Mulheres traem seus maridos porque também desejam um novo relacionamento, mas sem perder a boa vida material oferecida pelo parceiro desagradável, mas rentável financeiramente. Ou ainda por causa dos filhos. Mas, neste caso, não pensam que doeria menos nos filhos ver os pais se separarem do que saber que um deles é um mentiroso em quem não se pode confiar.

Redes sociais para traidores

Agora, chegaram ao Brasil redes sociais que disponibilizam todas as facilidades para traidores e traidoras. E como, desgraçadamente, a maioria dos seres humanos é corrupta, essas redes já reuniram mais de 500.000 pessoas – 70% são homens –, interessadas em aventuras facilitadas pelos mecanismos desses sites. Por exemplo: os serviços garantem que os movimentos de seus usuários jamais deixam rastros. Não são ilegais, essas redes, não se sabe por quê. Sim, porque favorecer publicamente a mentira deveria ser proibido. Mas, vá entender a noção de ética e de moral da sociedade… Aliás, não adianta proibir coisa alguma aos seres humanos. Proibir uma pessoa de fazer alguma coisa é até a melhor maneira de estimulá-la a fazer essa coisa – Adão e Eva que o digam. Na verdade, não adianta fazer nada, a não ser assistir, de boca aberta, o vertiginoso processo de apodrecimento da alma humana.

Compartilhe no Facebook
9 Comments
  1. Edson Schipiura 09/10/2011
  2. Felipe 23/11/2011
  3. dANIELE 21/02/2012
  4. rosemeire santos 17/04/2012
  5. socorro 23/04/2012
  6. jo 02/07/2012
  7. Nivaldo 09/07/2012
  8. Patricio Sebastião 23/08/2012
  9. Jacob 03/11/2012

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *